Atenção: habilite seu browser para o uso de Javascript!

Grupos

Núcleo de Alunos Evangélicos - NAE: Edificando a EsPCEx


O ano de 2002 possibilitou que eu viesse conhecer um trabalho realmente abençoado e abençoador, com certeza. Pude louvar a Deus por ver sua presença na Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), através de uma associação que há muito tempo lá existe: o Núcleo de Alunos Evangélicos (NAE).

Soube da existência desse grupo através de dois dos alunos, que passaram a freqüentar as reuniões do Ministério Jovem da igreja na qual congrego, a Primeira Batista de Campinas. Aceitando seus convites, fui numa das primeiras reuniões, logo no início do ano.

Diversas coisas me surpreenderam, na primeira vez que fui. Para quem está na caserna, é normal que todos estejam com seu 4º B, mas para mim, mero civil paisanão, era um pouco inusitado todos fardados, e ainda, a presença maciça masculina, quase total, quebrada por algumas visitas femininas, de vez em quando.

Mas Deus realmente nos faz ver que sua obra alcança fronteiras. De diversas partes do nosso País, jovens entre 16 e 20 anos que louvam ao Senhor, se organizam de modo que passa experiência, compromisso e, por que não dizer, maturidade. Muitos deles mostrando que não estão lá à toa, mas sim com o desejo sincero de engrandecer o nome de Jesus em seu meio.

Não posso deixar de mencionar o cuidado e os conselhos que tive do sr. Ten Cel Eng Adauto Vieira, atual Oficial Orientador, que me fez perceber claramente que o Senhor tinha tal ministério para minha vida.

O trabalho, com a graça divina, não se restringiu às terças-feiras, logo depois do rancho da tarde. Ia além, especialmente nos finais de semana. Como era bom o trocar experiências, saber das novidades... Nunca vou me esquecer do modo como os alunos compartilhavam comigo as experiências do primeiro bivaque, dos TFMs que realizavam, e especialmente do primeiro Campo. Muito menos da companhia, dos alunos evangélicos e não-evangélicos me recebendo com camaradagem (até prestando continência, como no caso de alguns, pensando que eu era um cadete por causa do meu corte de cabelo...).

Foi muito bom vibrar com cada conquista deles. Era o seu primeiro ano como militares, e o meu primeiro também na área de acompanhamento espiritual deles. Quanto bizu eles me passaram, para que eu os conhecesse melhor, tornando tudo uma harmonia só dentre os princípios de Cristo.

Pudemos, também, realizar um retiro, no mês de novembro. Lá, inclusive, houve uma maior integração dos alunos com igrejas locais, e nesse retiro alguns deles pagaram a missão de fazer pista de cordas, para a paisanada se divertir um pouco, além de uma oficina de primeiros-socorros.

Nas reuniões de terça-feira, pude ministrar algumas reflexões que preparei utilizando o livro "Firme seus valores" de Charles Swindoll (Ed. Vida). Vi que eles precisam de reflexões bíblicas adequadas - e para tanto tentei adequar os exemplos e a linguagem para algo mais próximo da rotina na caserna - e, ainda mais, de alimento sólido. Afinal, a Escola os ensina a começarem o preparo para serem futuros oficiais; a vida cristã busca fazer o mesmo com os oficiais de Jesus. E, desse meio, com certeza sairão pastores, ministros de louvor, músicos, missionários...

Mais do que acompanhamento. O trabalho com o NAE foi uma oportunidade de ouro para a minha vida cristã no sentido de fazer amigos, de vários lugares e sotaques diferentes, de poder compartilhar as transformações que Cristo já fez em mim. E é assim com o trabalho para o Senhor: comunicamos vida primeiro, depois algo a mais em matéria de conhecimento da Palavra. Afinal, estamos lidando com pessoas, individualmente, não com um grupo como um todo.

Bom, 2003 está chegando. A primeira turma já me dá muita saudade. A emoção, depois da Formatura de final de ano, não foi fácil viver. Mas Deus foi me dando a certeza de estar no rumo certo: trabalhar com os alunos do NAE da EsPCEx foi um imenso prazer, que espero, em Cristo, ser aperfeiçoado nesse ano que se inicia.

A paz de Cristo.

Campinas, dezembro de 2002.





RecuarPara o alto


Exare suas ponderações
» Comentários até agora: 1.

Em 14/09/2011, às 14:40, ARNALDO, de CUIABÁ/MT, ponderou:
SOU PASTOR EVANGÉLICO, SERVI COMO SD NO EXERCITO BRASILEIRO E A POLICIA MILITAR DO PARÁ, DE ONDE SAI PARA SERVIR NO EXERCITO DE DEUS. QUERO LHE PARABENIZAR PELA DISPOSIÇÃO PARA OBEDECER A DEUS NESSE MINISTÉRIO AOS MILITARES. ENCORAJO-LHE A FICAR FIRME NOS VALORES E PRINCÍPIOS BÍBLICOS CRISTÃOS QUE OS SUSTENTÁCULOS DA SUA MISSÃO COMO UM GRANDE EVANGELISTA, QUE TE ABENÇÕE RICA E PODEROSAMENTE EM NOME DE JESUS.

Comente o texto
Nome:  

Cidade:  

E-mail (não será publicado):  

Comentários:  

» Você pode digitar mais 1024 caracteres.
Digite a seguir o que você lê abaixo:  
7TO2Y21


 

Importante: utilize este formulário para ponderar somente sobre o texto acima. Comentários sobre a nossa página devem ser postados na seção Contato.
Busca de Artigo
Busca

DTM - Dicionário de Termos Militares
Termos, gírias e expressões da linguagem militar do dia-a-dia. Consulte:

Interatividade
RSS Militar Cristão Militar Cristão no Facebook Militar Cristão no Twitter Assine abaixo o Boletim de Notícias
E-mail: