Atenção: habilite seu browser para o uso de Javascript!


Mensagem para você


Talvez essa seja a página mais importante que você tenha acessado até hoje. Explico.

Todos sabemos como o mundo está. Os noticiários, a Internet, até que mostram coisas boas, sim, mas trazem à tona também momentos bem problemáticos do cotidiano, e repare que as notícias são mais pessimistas do que otimistas. Sejamos realistas, há algo de errado.

Você já se perguntou o porquê de tudo isso? E com relação à sua vida, dentro ou fora da caserna, já se questionou? Uns com tanto, outros com nada; uns achando normal tomar o que é do alheio, outros matando porque faltou dinheiro para o troco do ônibus... Qual a razão, por exemplo, de os homens pegarem em armas para defenderem sua Nação, seu Pavilhão? Ou qual a razão de existirem tantos conflitos, seja entre nações, seja entre pais e filhos, ou vizinhos, ou companheiros de pelotão?

Podemos pensar que isso é normal, são coisas da vida. Nem tudo é tão bom assim, nem tudo é mal também, não é verdade? Bem, nem sempre as coisas foram desse modo.

O mundo e tudo o que nele há foi criado de modo bom. O homem, inclusive. Nada aconteceu por obra do acaso, tudo é obra de um Criador, o Supremo Comandante. O ser humano foi feito para se relacionar com esse criador, como numa grande e gostosa amizade, além de poder desfrutar da natureza ao seu redor. Se uma paisagem como a selva ou o cume da montanha te deixam boquiaberto, ou se você já teve a oportunidade de matar sua sede num riacho de águas limpas durante uma instrução no campo, então você está entendendo o que digo.

Tudo foi feito com uma finalidade boa. Acontece que o homem, ao invés de permanecer como criatura que é, quis se tornar como o criador de todas as coisas. Ou seja, é como se, de uma hora para outra, ele fosse um soldado e quisesse ditar as ordens para o General de Exército, ocupando deliberadamente seu posto... Por essa razão, o homem se tornou inimigo de seu criador. Passou a chafurdar na missão. Pouco se importou com seu Superior. E olha que o Comando ao qual estava submetido era dos melhores, pois havia designado tudo para o benefício dos seus liderados.

Com essa inimizade, o homem passou a fazer tudo errado. Subverteu a hierarquia e a disciplina. Nada das suas mãos veio a ser realmente algo aproveitável, ou importante, seja para si próprio, seja para os seus companheiros em redor. Repare: o homem mais causa destruição do que constrói alguma coisa.

O homem seria bom o suficiente para agradar seu criador, o Comandante? Diante desse quadro, não podemos dizer isso. É fácil às vezes pensar que as pessoas são boas se não roubam, ou não matam. Mas as pessoas mentem, enganam, aprontam, e isso pode trazer consequências - e geralmente traz - tão drásticas quanto apontar o fuzil ou a Beretta para a cara de um infeliz e puxar o gatilho.

Nós sabemos, também, que esse estado de inimizade com o Comando não vai trazer consequências boas. A detenção é certa, e também sabemos que não é nada legal pegar uma cadeia na carreira. Um dia ele vai cobrar de todo mundo o que é devido, e quanto a esses, adeus vida na caserna. Longe para sempre da vida que poderiam ter.

Pior que eu e você estamos incluídos nisso. Isso não depende de atitudes que tomamos; todos nós já nascemos inimigos do Comando. Só que o Comando ordenou seu imediato suprir, e ele assim o fez. Ele pagou o preço da nossa detenção. Ele rasgou todos os nossos FOs negativos. Alguém tinha que pagar o preço para que pudéssemos ser livres das punições, e ele foi castigado como o pior dos bisonhos, o mais ridículo do pelotão. E ele mesmo não tinha culpa de nada...

E tudo isso, para quê? Porque ele é operacional, porque ele é companheiro em todos os combates. Tudo isso porque ele quer a gente em paz com o Comando. Só um detalhe nisso: esse sujeito padrão, o imediato, que pagou a missão no nosso lugar é... o próprio Comandante!

Ele quer se relacionar conosco. Ele tudo nos deu, e é de graça. Ele quer nos dar uma vida que vale a pena, verdadeira, que possamos servir aos propósitos nobres de cara limpa, triunfantes!

E então? Se você está se sentindo incomodado, de alguma maneira, com tudo o que foi dito, não estranhe: alguém está te chamando. Não agasalhe de novo, companheiro! Deixe essa vida de coisas erradas, e acredite no único que já pagou o preço da sua detenção: Jesus Cristo. Ele, sim, é o que pode te restaurar, te dar a dignidade, a certeza de ser alguém pleno, verdadeiro, aquela vida à qual você não tinha a menor possibilidade de alcançar. Ou seja, te dar a salvação!

Se você quer uma ajuda nesse momento, deixa eu suprir. Repita comigo:

Deus, estou aqui contigo reconhecendo que não tenho andado de maneira que venha a te agradar. O Senhor me criou para uma amizade muito grande contigo, e para desfrutar de uma vida muito boa, mas eu mesmo nunca quis e nem tenho como querer essas coisas. Só que hoje o Senhor me fez ver o que andava errado em minha vida. Não quero mais ser seu inimigo. Eu te peço, nesse momento, perdão por tudo aquilo que fiz contra sua vontade, por não ter vivido de uma maneira verdadeira, e acredito que Jesus Cristo é o único que pode me livrar da minha culpa. Transforma-me para que eu comece uma nova caminhada, seguindo a Cristo a partir de agora. Eu te peço essas coisas assim como Jesus pediria em meu lugar. Assim seja.

Quando você passa a crer em Jesus Cristo e o reconhece como seu Senhor e Salvador, você tem uma nova vida. Agora, cresça nessa nova vida, para ser transformado todo dia e ter suas necessidades supridas. Fale com Deus diariamente, através da oração; aprenda com suas instruções, por meio da Bíblia Sagrada, e se relacione com outras pessoas que, assim como eu e você, creem em Jesus Cristo. Ah, e não esqueça de contar essa sua transformação, a quem vier te perguntar o porquê de você crer no Senhor.

Se precisar de alguma ajuda, fale conosco, contando seus problemas, ou escreva relatando sua mudança de vida ao conhecer Jesus. Estamos aqui para isso.

Um grande abraço.





RecuarPara o alto

Busca de Estudo Bíblico
Busca

DTM - Dicionário de Termos Militares
Termos, gírias e expressões da linguagem militar do dia-a-dia. Consulte:

Interatividade
RSS Militar Cristão Militar Cristão no Facebook Militar Cristão no Twitter Assine abaixo o Boletim de Notícias
E-mail: